Posts marcados na categoria Pessoal

12 jan, 2018

Um ano novo feliz

Estava aqui rodeando o editor de posts para escrever o primeiro deste ano, mas não queria que fosse algo comum ou um assunto que já estivesse na lista de pautas ou um novo vídeo no canal. Queria que fosse algo pessoal e que você pudesse sentir isso.

Sabe… o ano passado (2017, no caso) não foi um ano fácil. Pelo contrário, foi um ano muito, muito difícil em que nós tivemos que acordar e rezar diariamente para que todas as nossas aflições fossem embora nas primeiras horas do dia. Às vezes elas iam, mas na maioria das vezes não, o que só nos deixava ainda mais na fossa.

Quando eu digo “fossa” nem quero relacionar à famigerada fossa amorosa, afinal, nossa vida não é e nem pode ser resumida a isso. Estou falando da fossa da depressão, da ansiedade, da falta de compreensão, da falta de amigos.

Realmente foi um ano complexo, complicado, trabalhoso e eu não via a hora que ele acabasse. Apesar de não ter sido tão desastroso (para mim) como 2016 foi, não foi um ano nem um pouco fácil. Por meses, eu só desejava que dezembro chegasse logo para que as energias fossem renovadas o quanto antes.

E realmente foi o que aconteceu comigo. Assim que o relógio chegou à meia-noite, do dia 31/12 para o dia 01/01, senti um arrepio indescritível percorrer toda a minha pele. Eu estava no meio de uma festa de Ano Novo e, mesmo assim, chorei em silêncio ao observar todas aquelas cores explodindo e brilhando e se transformando no céu diante dos meus olhos. Acho que ninguém percebeu, mas também não me importaria se alguém me visse chorando. 2017 tinha acabado e 2018 estava dando seus primeiros passos, cheio de coisas novas batendo à porta.

Sei que não podemos criar expectativas (porque geralmente o tombo é maior), mas eu desejo, do fundo do meu coração, da minha alma e de tudo que há de melhor em mim, que você tenha um excelente ano. Trabalhe, viaje,  acredite, realize coisas, confie… tenha fé! Que 2018 será o melhor ano que você já viveu até agora. Coisas ruins e chatas sempre ocorrerão, não importa o que fizermos, mas pensa que, se você superou tudo de desagradável que te aconteceu até hoje, é porque você tem forças suficientes para passar por cima de qualquer coisa.

Sendo clichê: você tem mais de 300 novas oportunidades para fazer coisas que não conseguiu concretizar até agora. Como diz uma das minhas músicas favoritas desse mundo todo: “são 525.600 minutos e 525 mil momentos reais”. Você tem várias páginas em branco para cumprir suas promessas, metas e qualquer outra nomenclatura que utiliza.

Respira fundo, toma um chá, escuta uma música. Não esqueça de ser você, não importando a situação. Não há nada mais chato que gente falsa e fingida só para agradar os outros. Seja verdadeira, seja você mesma. Seja feliz!

E não esqueça também que coisas boas acontecem para pessoas de bem. É só você plantar que você vai colher. 🖤

O planner é da A.Craft.
*NÃO É PUBLIPOST

06 set, 2017

Vinte e seis e contando

Por mais piegas que pareça, eu sempre fico pensando em tudo o que consegui cumprir no último ano, desde o último dia 6 de setembro, quando o relógio se aproxima das 23h59 do dia 5. É um momento só para mim, no qual eu reflito sobre coisas boas e ruins, mas que terão um reflexo bonito no meu futuro.

Engraçado que, dias atrás, uma colega confessou amar Kings of Leon (uma das minhas bandas favoritas) e me indicou uma das músicas que eu mais gosto nessa vida, que faz parte do álbum que embalou todinhos os meus 17 anos. Divertido pensar que isso já faz 9 anos, sabe? A memória auditiva que me atingiu, me trouxe exatamente todos os sentimentos que eu tinha ao escutar, no auge dos meus 17 anos, decidindo meu curso na faculdade, lendo a maior quantidade de fanfics que eu pudesse, estudando horrores para não precisar me estressar quando as provas chegassem, assistindo as novelinhas da tarde no SBT, antes de sair para as aulas de dança, de natação ou de inglês.

Se a Francine de 17 anos tivesse a chance de ter uma conversa com a Francine de 26, ela com certeza pularia de felicidade ao descobrir que vários de seus sonhos foram realizados e que muita, mas muita coisa boa ainda está por vir. Ela mostraria aquele sorriso de orelha a orelha ao perceber a mulher que se tornou. Ela escreveria textos e mais textos ao notar que sua vida se transformou de certa forma que nem ela mesma adivinharia.

E que a Francine de 27 anos seja tão feliz quanto a Francine de 26 anos vem sendo. Que ela mantenha a cabeça no lugar, que ela saiba que tem pessoas que a amam muito, que ela entenda o motivo das coisas e que ela saiba seu lugar no mundo. Muito mudou desde que a Francine de 25 anos escreveu aquele texto e eu tenho certeza que muito mais mudará quando a Francine de 27 anos ler esse texto.

Bom, feliz aniversário para mim!

06 set, 2016

Sem crise aos 25 anos

Hoje acordei fazendo piadinhas mentalmente sobre minha idade (já posso usar cremes antirrugas; 1/4 de século; crise dos 25; cinco anos pro fim das escolhas etc) e, confesso, me sentindo um pouco velha também. Um pouco demais, para quem acaba de completar 25 anos.

Quem me conhece, sabe que os últimos meses, para mim, foram muito intensos e que passaram numa velocidade que deixaria qualquer tartaruga com inveja. Tive algumas perdas significativas, porém também tive ganhos que nunca pensei ter. Não tão cedo.

(Lolostock/Shutterstock)

(Lolostock/Shutterstock)

O ciclo se encerrou, depois de muito esforço e dedicação, com chave de ouro. Meus últimos dias com 24 anos se passaram na Bienal do Livro de SP, trabalhando às tantas, panfletando, conversando com futuros leitores do blog ❤️ e conversando com pessoas incríveis; acho que ganhei vários amigos nesses seis dias.

Cheguei aqui, aos 25, com a ciência de: que as coisas não acontecem por acaso; que elas não ocorrem de uma hora para a outra; que ninguém está aqui por acaso; que eu tenho que trabalhar muito para conseguir qualquer coisa boa; que sonhos se concretizam somente se eu correr atrás; que pintar o cabelo às vezes é legal; que parar para escutar os mais velhos é sempre a decisão mais sábia a se tomar; que não preciso ter um cargo de diretora para ser uma ótima profissional; que eu preciso me valorizar, sempre; que eu tenho pessoas incríveis e que me amam ao meu lado; que o Reino Unido é um dos melhores lugares para se viajar; que palavras contrárias só se realizam se eu deixar; que para estudar não tem idade; que ler é a melhor forma de estudar e de me desligar do mundo; que pegar transporte público pode ser interessante; que fotografar é uma ótima maneira de registrar momentos; que amigos não são eternos; que amigos de verdade são; e que, num piscar de olhos, o roteiro da minha vida pode mudar.

Aos 25 anos, tenho muitas metas e desafios pela frente, porém estou INCRIVELMENTE animada com isso.

Enfim, um feliz aniversário… pra mim!


Tem uma playlist da vez rolando aqui, feita especialmente para esta data tão especial (obg, obg) e espero que vocês curtam tanto quanto eu.

Os anos passam de forma tão rápida que nós nunca paramos para valorizar o que há de melhor. Então bora comemorar a vida?

01 nov, 2015

Medite: Como se sentir bem

DISCLAIMER: Antes de mais nada, queria deixar claro que todas essas dicas são coisas minhas, que eu procuro praticar no meu dia-a-dia para me sentir melhor, principalmente quando a bendita deprê bate à porta. Eu sei que todos precisamos de auxílio profissional, no início ou em casos extremos, então não estou descartando aqui. Porém, não temos essa ajuda 24/7 e também temos que nos cuidar, porque de nada valem algumas horas na terapia se não tentamos cuidar de nós mesmos.

Não é fácil passar por determinados momentos sozinho. Listei aqui algumas maneiras otimistas de viver a vida, um passo de cada vez, por experiência própria. Você merece ser feliz!

Rabisque

Mantenha sempre um caderno ou um bloco de notas consigo. É bom para fazer desde um desenho até um texto, como se fosse um diário mesmo, para tirar isso da sua cabeça. O bloco de notas do celular também pode ser seu melhor amigo.

Coração não é tão simples quanto pensa

Dance! Porque quem dança, seus males espanta.

Acredito cegamente nesta teoria e atribuo a minha falta de centro à minha falta de aulas no kinect. Brincadeiras à parte, pegue uma playlist de músicas dançantes, arraste os móveis, coloque uma roupa e sapato confortáveis e vá dançar. Ninguém precisa ver, mas se virem, qual é o problema, não é mesmo? Já dizia o pensador, dance para você mesmo.

Quando você se sentir triste, DANCE. (weheartit)

Quando você se sentir triste, DANCE. (weheartit)

Chore

Por mais que lhe digam que chorar não lava os problemas, pelo menos dá uma aliviada. Mas não chore por muito tempo, que lágrimas realmente não arrumam a vida. Só mantenha em mente que depois da tempestade, o arco-íris aparece.

cry

(weheartit)

Faça uma lista de coisas que você quer fazer

Não enumere, pois quando há números, corremos o risco de termos um surto. Só vá escrevendo, em bolinhas, e marcando com canetas coloridas as diferentes prioridades e áreas. Pelo menos uma vez na semana, priorize um item e tente executá-lo. Se não der certo, não se preocupe, tente novamente na semana seguinte, quando você estiver se sentindo melhor. Só não vale postergar tudo!

(weheartit)

(weheartit)

Faça uma lista do que você GOSTA de fazer, mas não tem feito

Liste tudo o que você gosta de fazer: assistir Netflix, jogar videogame, comer com os amigos, sair para dançar… Mas vá mais à fundo: fazer pique-nique, ir à praia, ficar um dia inteiro na piscina, comer fruta no parque, sair para pedalar etc. Chame aqueles amigos únicos que topam tudo o que você tem em mente e vá riscando os itens!

Saiba filtrar os problemas dos outros; eles não são seus!

Eu sei que somos ótimos amigos ao escutar as lamúrias e ainda dar conselhos, mas os problemas deles não devem ser seus. Não é fácil ver seu amigo tendo um problema grave no relacionamento, porém, infelizmente, a única coisa que você pode fazer é dar conselhos e cabe unicamente a ele segui-los, ou não, para resolver da melhor forma possível.

Não é só você que está passando por isso

Acredite-me e pare para pensar que, provavelmente aquele seu amigo agitador de festas, que sempre está sorrindo, está passando ou já passou por algo parecido. Sente para tomar um café com ele e troque experiências boas, mostrando como a vida pode ser maravilhosa se você quiser.

Olhe no espelho

Ame a si mesmo! Antes que qualquer pessoa possa te amar, você deve fazer isso primeiro. Quando você se gosta, transparece, até no seu sorriso, na forma como você se veste, no seu olhar. Você é seu melhor!

Tire selfies!

Sabe aquela roupa que você sempre quer usar, mas nunca tem oportunidade? Essa é a chance. Se você é fã de maquiagem, faça sua melhor e tire selfies. Por cima, estilo emo, por baixo, na praça, com a cortina de background, que seja! Tire fotos de si e veja como é bonito. E poste a melhor de todas no Instagram!

Leia notícias inspiradoras

Procure algum site que só tenha notícias positivas e de superação ou de pessoas que viajam o mundo atrás de seus sonhos e inspire-se. Vivemos para concretizar sonhos!

Pense sempre positivo

Já ouviu falar que coisas ruins atraem coisas ruins? Coisas boas também. Se você desejar o bem, só colherá o bem. Eu sei que às vezes é muito, mas muito difícil pensar pelo lado bom das coisas, porém, se isso tornar um hábito para você, conseguirá fazê-lo mesmo nos dias ruins.

(weheartit)

(weheartit)

Coma bem

Quando me alimento mal, a primeira coisa que me acontece é ficar com sono. Sabe aquele almoço, no meio da semana, no McDonald’s com os amigos? Alimentos demasiadamente calóricos demandam muito de nosso corpo para serem digeridos; sendo assim, a maior parte das requisições do cérebro vão para o sistema digestivo, deixando os pensamentos rápidos e lógicos mais lentos. É claro que ninguém é de ferro e comer porcaria às vezes é divertido, mas vamos deixar isso só para o fim de semana?

(weheartit)

(weheartit)

Permita-se ter dias ruins

Bote na cabeça “Hoje estou mal, mas amanhã não.” Você tem todo o direito do mundo de ficar mal às vezes, afinal, ninguém é de ferro, porém pare e pense se é necessário ter vários numa semana, por exemplo. Novamente, eu sei o quanto é difícil estar deprimido, entretanto você merece estar bem! Não deixe que os dias de cão se tornem parte de sua rotina.

Economize um pouco para ter muito

Já pensou naquilo que você quer muito? Uma viagem, por exemplo? Eu tinha catorze anos quando comecei a juntar dinheiro para viajar. Aos dezessete tinha 700 reais num cofrinho de lata no meu armário e com eles comprei meu primeiro iPod. Pode parecer pouco, pela necessidade que demanda hoje, mas já parou para pensar que, pelo menos, consegui? O dinheiro não foi para a viagem, porém era algo que eu queria muito na época. Você guardar cem reais por mês pode ajudar (e muito) num objetivo a longo prazo. Eu consegui ir à Buenos Aires e Londres com essa premissa.

(weheartit)

(weheartit)

Você merece ser feliz

Se você só planta o bem, ajuda as pessoas ao seu redor, não quer mal de ninguém, mal te conheço e já considero pacas. Você merece ser feliz, então você será feliz! Colocou isso na sua cabeça?


 

Espero que gostem! Digam aqui nos comentários o que acharam ou lá na página do Outtamind. ♥~

E não esqueçam de responder à pesquisa de público!

12 jun, 2015

Dia dos Namorados (sem um)

Doze de junho, fim do outono, beirando o inverno e você aí. Sozinho. Comendo chocolate para ver se adoça a vida que anda meio amarga ultimamente.

Oh, that's right, I'm alone

Pode parar com essa amargura e bota uma música alegre aí para esquentar nesse friozinho. Se não tem tu, vai tu mesmo, Netflix. Se também tem um bichinho de estimação quentinho, abrace-o neste dia. Já comprou ingresso pro show do BSB? Ótimo! Dá uma ligada para aquela amiga de longa-data que, com toda a certeza do mundo, vai e você nem sabe.

Estar solteiro não é a pior coisa do mundo. Acredite que não ter um namorado (a) no Dia dos Namorados é muito melhor que faltar algo muito mais precioso no dia-a-dia.

É claro que eu penso em, um dia, ter alguém para chamar de “meu xuxuzenho”, mas enquanto isso não acontece, o que eu posso fazer? Alugar um namorado para o Dia dos Namorados? Nem de graça tá rolando!

Oh, snap!

Há umas semanas estava divagando, com uns amigos do serviço, sobre pessoas que não conseguem se manter solteiras por muito tempo. Eu conheço alguém, você conhece alguém, todos conhecemos um amigo que não fica um semestre inteiro sozinho. Algumas pessoas dizem que isto é sempre estar dependendo de alguém. No fundo, no fundo, admiro quem tem facilidade para conhecer novas pessoas.

Lifetime_How-I-Met-Your-Mother_5_The-Window_70672_LF_2012

 

Continue lendo