Posts arquivados em Tag: tv

28 set, 2016

Requisitos para ser uma pessoa normal

No fim de semana tive o prazer de me deparar com um dos filmes mais fofos que já assisti: Requisitos para ser una persona normal (2015). Esqueça as comédias românticas água com açúcar que você está acostumado a assistir e foca nessa produção espanhola de fotografia incrível.

Divulgação

Sinopse:

Maria tem 30 anos, é uma pessoa peculiar e tem um objetivo: se tornar uma pessoa normal. Mas antes de tudo ela deve descobrir o que é exatamente isso. Que tipo de pessoa que ela é? Ela é uma pessoa normal? O que exatamente isso significa? Essa questão é mais profunda em sua mente. Depois que ela lista todos os requisitos, ela se propõe alcançá-los. Nesse percurso ela vai encontrar a ajuda de seu irmão, Alex, um rapaz de 25 anos com problemas mentais e que atinge todas as necessidades da lista. Ela conhece Borja, um garoto obcecado com dietas e perder peso. Eles vão fazer um pacto curioso: ela o ajuda a viver uma vida ativa e saudável, e ele a ajuda a encontrar seu objetivo: se tornar uma pessoa normal.

Quando questionada, numa entrevista de emprego, sobre que tipo de pessoa ela é, Maria de Las Montañas (Leticia Dolera) responde que é normal – ela quer, com todas as forças, ser normal. Para ilustrar a resposta, a moça desenvolve para os entrevistadores uma lista (que depois transcreve para um papel) de coisas que “uma pessoa normal” tem. São elas:

  1. Trabalho
  2. Casa
  3. Parceiro
  4. Vida social
  5. Hobbies
  6. Vida familiar
  7. Ser feliz

Em meio ao desespero por ter percebido que não é uma pessoa normal, Maria encontra-se desempregada (mesmo sendo graduada em Marketing e mestre em Publicidade) e é despejada por falta de pagamento do aluguel, tendo que voltar, em meados de seus 30 e tantos anos, a morar com a mãe – com quem não se dá muito bem – e o irmão-super-seguro-de-si-desde-que-nasceu.

Em suas caminhadas da vida, em especial na loja de departamento em que seu irmão trabalha, Maria tem seu primeiro contato com o vendedor Borja (Manuel Burque), e seus destinos acabam se cruzando novamente em uma livraria, onde os dois estão comprando livros de autoajuda – e ficam envergonhados por estarem fazendo isso. Eles saem para tomar um café e acabam indo para um jantar mais tarde, naquele mesmo dia. Maria confessa o que lhe ocorreu na entrevista de emprego e Borja oferece ajuda para que ela complete a lista de coisas que uma pessoa normal tem. Em troca, ele pergunta se ela conseguiria ajudá-lo a ter uma vida saudável e a emagrecer. Então selam o pacto – e se tornam melhores amigos.

requisitos-para-ser-una-persona-normal-1440079129

Divulgação

A cada pessoa que Maria encontra, a lista dos requisitos é mostrada na tela, e então podemos acompanhar junto com ela os itens já cumpridos do personagem em questão e saber se ele é ou não uma pessoa normal. Quando isso acontece, fica clara a crítica sobre a preocupação das pessoas em se mostrarem “normais” através de padrões estabelecidos pela sociedade, forçando a ter uma vida que nem sempre é a que traz mais felicidade ou mais conquistas.

Sobre Leticia Dolera

Nascida em Barcelona, em 1981, é feminista e ativista. Atuou, roteirizou e dirigiu Requisitos para ser una persona normal, venceu o Prêmio Sant Jordi de Melhor Atriz Espanhola (Rec 3: Gênesis), concorreu ao Prêmio Goya como Melhor Diretora de Romance (Requisitos para ser una persona normal) e é matadora profissional de zumbis.

Divulgação

Trilha sonora

Uma das partes que mais me encantam nos longas é a trilha sonora. A deste filme – em sua maioria feita por Luthea Salom – foi muito bem produzida e deu ênfase a cada etapa da jornada da personagem principal.

Mais sobre o filme

Ficha técnica:
Requisitos para ser una persona normal
Tempo de duração: 90 minutos
Direção e roteiro: Leticia Dolera
Origem: Espanha
Produção: Corte y Confeccion de Peliculas, El Estomago de la Vaca, Telefonica Studios
Estreia mundial: 21 de abril de 2015

O elenco também conta com a premiada atriz Silvia Munt (Alas de Mariposa), que interpreta Barbara, mãe de Maria; Alexandra Jiménez (We are Pregnant), que faz o papel da bem-sucedida amiga de colégio de Maria, Cristina Pi; e Miki Esparbé (Barcelona Summer Night), que traz vida ao perfeito Gustavo.

Divulgação

Posso dizer que assistir a Requisitos para ser una persona normal foi uma das melhores escolhas de 2016, quanto a filmes e cultura no geral. Não me decepcionou no fim e amarrou a história – com críticas aos padrões impostos pela sociedade moderna – cativando o público com personagens que são muito além dos tais padrões: são pessoas normais.

Interessou? O filme já está disponível na Netflix. Já assistiu? Diz aí nos comentários o que achou! <3

24 ago, 2016

Resenha: “Gilmore Girls”

Muito provavelmente você já ouviu falar em Gilmore Girls. Não apenas por ser uma série maravilhosa, mas porque recentemente a Netflix anunciou que teremos um revival, após 9 anos do término da sétima temporada. E aproveitando que todos voltaram a falar desta lindeza, resolvi contar um pouco mais sobre a série, para aqueles que ainda não assistiram irem correndo pra frente da TV e engolir todos os episódios de uma vez só.

gilmore

As protagonistas são Lorelai e Rory Gilmore, respectivamente mãe e filha, que também são melhores amigas. Lorelai é uma mulher independente e engraçada, enquanto Rory é mais reservada e muito estudiosa, totalmente viciada em livros (aqui você encontra uma relação dos muitos citados na série <3). Além disso, as duas são loucas por filmes (mais uma lista, dessa vez com os filmes mencionados), gordices e café!

gilmore-girls2

Para dar uma visão geral sobre a história, Lorelai engravidou com apenas 16 anos e criou sua filha sozinha, distante dos rígidos pais, que desejavam que ela participasse da alta sociedade da qual eles fazem parte. Elas, então, passaram a viver numa cidadezinha fictícia chamada Stars Hollow, que tem como habitantes figuras únicas como Miss Patty, uma professora de dança muito exótica, Sookie, uma chef de cozinha talentosíssima e mega atrapalhada, a melhor amiga de Rory, Lane, e o rabugento Luke, que trabalha na lanchonete da cidade. Estes e outros personagens (como os sempre lindos namorados de Rory), somados aos diálogos rápidos, recheados de referências da cultura popular e comentários irônicos e sarcásticos, são a receita certa para você viciar na rotina das garotas Gilmore e desejar estar lá com elas.

Provando que tudo dito acima é pura verdade, há muita ansiedade pela estreia da oitava temporada, em 25 de novembro, e muita emoção por ver estes personagens retornando! Serão 4 episódios de 90 minutos, totalizando 6 lindas horas, sendo que cada um se passará em uma estação do ano. Ao que parece, o primeiro episódio vai lidar com o luto do pai de Lorelai, Richard Gilmore, pois o ator Edward Herrmann faleceu em 2014. :( Abaixo você confere o teaser com uma cena maravilhosa, mas que não fará parte da história em si:

Se você quiser conhecer melhor a série ou fazer como eu, e assistir novamente todos os episódios, eles já estão disponíveis na Netflix. E que novembro chegue bem rapidinho! :)

19 jul, 2016

Resenha: “The Tudors”, série da Showtime

Já que eu dei a louca das séries, ainda mais de férias da faculdade, fui me aventurar pelo mundo de indicações da Netflix. Me deparei com The Tudors. Minha amiga, que já tinha assistido, me convenceu a continuar a ver.
O incentivo dela só ajudou, porque a série é ótima. E se você, assim como eu, não assistiu ou já ouviu falar e ficou com preguiça, vale muito a pena ver.

Divulgação/HBO

Divulgação/HBO

No período em que “The Tudors” começa, Henrique VIII (vivido por Jonathan Rhys Meyers), então casado com Catarina de Aragão (Maria Doyle Kennedy), princesa de Espanha, católica convicta e adorada pela população inglesa.

Apesar de acomodado no casamento, o rei não era exatamente flor que se cheire. Henrique pegava todas as mulheres que ele achava bonita, inclusive casadas.

A série retrata bem a insatisfação de Catarina, claro que ela sabia tudo o que se passava por seu reino.
Num belo dia, Henrique  coloca os olhos em uma desconhecida dama da corte, que imediatamente lhe chama a atenção.

Trata-se de Ana Bolena (interpretada por Natalie Dormer, a gente até então podia encontrá-la atuando em Game Of Thrones), a bela filha de Thomas Bolena, Conde de Wiltshire.

O Rei logo começa a cortejar a moça, e Ana não demora a corresponder o interesse, mas sendo inteligente como era, e orientada por seu pai e irmão, trata de proteger a perseguida, mantendo assim o interesse do seu pretendente, e não se tornando apenas mais uma na longa lista de conquistas reais.

Ana quer ser nada mais, nada menos, que a Rainha da Inglaterra, colocando Catarina de Aragão para escanteio. E ela consegue instigar Henrique, o enlouquecendo e seu reino junto para conseguir o que queria. Henrique VIII, louco de amor, decide pedir a anulação do seu atual casamento, já que sem isso não poderia unir-se a Ana Bolena e assim consumar a relação.

Divulgação/Showtime

Divulgação/Showtime

Henrique, perde seu filho pela doença do suor, filho de uma relação extra-conjugal, e Ana quase morre também, mas para tristeza de Catarina, ela resiste. Para sua raiva, a Igreja Católica, após longo debate, comete a temeridade de recusar o pedido real.

É a oportunidade perfeita para Thomas Cromwell, conselheiro real e intrigante de plantão, soprar ideias protestantes na orelha atenta de Henrique. O plano era romper em definitivo com a Igreja Católica e assim acabar com a submissão do rei inglês ao Papa. Em substituição, seria fundada a Igreja da Inglaterra, devidamente assentada sobre ideais protestantes, e na qual o Rei seria a autoridade suprema, decidindo o que melhor lhe conviesse em assuntos religiosos. Inclusive anulações de casamento. Thomas entrega um livro para Ana, e então ela começa a colocar ideias e controvérsias em sua mente, dizendo que o rei era o representande de Deus na terra.

A partir daí, a série prossegue acompanhando a evolução das intrigas políticas, religiosas e amorosas, a oposição de Roma e da Espanha (que não queria ver Catarina destronada), a ascensão dos protestantes e de Ana Bolena nas graças do Rei, e o duelo Thomas Cromwell versus Thomas More (Filósofo, e defensor assíduo do Cristianismo).

Enfim, resenhei somente a primeira temporada, mas as outras são fantásticas também. É só pra incentivar a assistirem, e se apaixonarem por essa série assim como eu. Pra quem gosta de Reinos, Reis, Imperadores e toda aquela intriga rolando, The Tudors é pra você.
Aproveitem que ela só tem 4 temporadas e que é finalizada. Dá pra assistir bem rapidinho.

Se você tem alguma série e que queira ver resenhada aqui, só deixar um recadinho pra gente.
Beijos e até a próxima.

08 jul, 2016

Resenha: “Containment”, série da CW.

Além de livros, sou apaixonadaaaaa por séries. Sou daquelas que antes de terminar uma já começa outra. E essa série de hoje não foi diferente.
Vi a sinopse e gostei, mas como tudo tem seu lado ruim, ela foi cancelada, mas merecia e muito que a CW renovasse. Hoje pra vocês: Containment.

Uma misteriosa e mortal epidemia atinge Atlanta, o que força o governo americano a colocar a a cidade em quarentena. O policial de bom coração Alex Carnahan (David Gyasi), mais conhecido como Lex, é o responsável por patrulhar a área, onde está sua namorada, a inteligente Jana (Christina Moses). Dentre eles também está Jake (Chris Wood), um ex-renegado que agora atua como policial. Melhor amigo de Lex, ele deve proteger os mais necessitas, mas seu primeiro instinto é sempre salvar a si próprio. Os moradores que ficaram “presos” enfrentarão uma sinistra luta por sobrevivência.

CON_24x36_Poster_JANA

Divulgação/CW

Essa série é da mesma escritora que The Vampire Diaries, Julie Plec, e tenho que confessar que ela arrasou, tanto no elenco quanto no enredo da série, cada episódio fica mais emocionante.
Pena que são apenas 13. :(

Containment fala de uma cidade que foi atacada supostamente e precisa ficar de quarentena. O vírus, aparentemente influenza, não se sabe ao certo, foi modificado para afetar humanos, antes só afetava animais.
Ele passa de indivíduo para indivíduo através de fluidos corporais, sangue, muco, suor, entre outros.
Nisso, a cidade vira um caos total, o medo impera. Um cordão de isolamento é colocado ao redor dela para evitar a contaminação de outros locais.
E aquelas que permanecem sudáveis terão que lutar por sua sobrevivência.

CON_24x36_Poster_ALEX

Divulgação/CW

A série é muito boa, quem não assistiu corre pra ver, vou ainda dar um incentivo a mais, o elenco é maravilhoso.
Chris Wood, que interpretou um vilão na 7º temporada de The Vampire Diaries é um dos protagonistas, ele é Jake, o policial que ficou dentro da quarentena.
Temos como co-protagonista Kristen Gutosk, que atuou em Breakout Kings e Relationship Status, entre outros novos e que já dão um show de atuação.

Divulgação/CW

Divulgação/CW

Se você está atrás de uma série nova, e que ela seja de preferência curta, assista Containment. É realmente muito boa, e merecia ser renovada, mas para nossa tristeza isso não aconteceu.
Só nos resta apreciar os 13 episódios.

Beijos e até a próxima resenha!

29 jun, 2016

Resenha: Quântico

Hey! Estou de volta e  trago pra vocês a resenha de uma série que comecei a ver recentemente por indicação de amigos.
E sério, se você não assiste, deveria. Ainda mais se gostar de suspense. Com vocês: Quântico, série da ABC.

Divulgação/ABC

Divulgação/ABC

Sinopse:
Um grupo seleto e diverso de brilhantes recrutas chega à base do FBI Quantico para treinamento.

Eles são considerados alguns dos melhores agentes, mas, paradoxalmente, um deles se torna suspeito de planejar o maior ataque terrorista que os EUA já enfrentou desde o dia 11 de setembro.

O maior ataque terrorista desde o 11 de setembro acontece em Nova York, e o FBI tem certeza que quem cometeu o crime foi Alex Parrish, ex-aluna e atualmente agente do FBI. Acontece que, Alex foi incriminada e não teve nada a ver com isso.
Como todo o FBI atrás dela, Alex vai fazer do possível ao impossível para provar a sua inocência, inclusive ir atrás de seus ex-colegas da Academia atrás da verdade.
Enquanto isso, ao longo dos episódios, vão sendo mostrados flashbacks da época que todos os personagens estavam na Academia, e assim nós desconfiamos de tudo e todos. É impossível não mudar de opinião ao longo dos minutos.
Mas há algo encoberto nisso tudo e ela precisará correr para descobrir o que realmente está por trás do ataque terrorista. A história da série praticamente irá se desenrolar nessa busca do terrorista que explodiu a Grand Station.

Divulgação/ABC

Divulgação/ABC

Se você gosta de investigação, mistérios e coisas do tipo, quântico é pra você! A série está completa em sua 1º temporada, e já foi renovada para a segunda.
Até a próxima!