Posts marcados na categoria Cabelos

11 out, 2017

Testei: Kit desamarelador, da Garnier Nutrisse

Desde minha adolescência, gosto de cabelos loiros nas pontas. Naquela época, chamávamos de “californianas”, que por sua essência eram aquelas mechas que pareciam ter sido “queimadas” por conta da água do mar e do sol e do calor intensos, num loiro bem marcado.

Hoje temos algo parecido, o “ombré hair”, que é o mesmo tipo de descoloração e coloração, só que dando um efeito degradê; do mais escuro ao mais claro, dependendo da raiz. Nesse caso, os tons são muito mais definidos que as californianas eram, mais voltados para o platinado loiro, cinza, lilás e até mesmo bronze.

Há alguns meses, resolvi voltar a usar meu cabelo com as pontas loiras, mas queria muito que o ombré chegasse ao tom cinza. Obviamente isso não foi possível, já que, pela quantidade de melanina que meu organismo produz, eu levaria cinco ou seis sessões para atingir o que queria, além de nutrir, hidratar e restaurar e muito meu cabelo entre elas. Mesmo usando máscaras e cremes para tentar platinar o coitado, não tem jeito – com o passar do tempo, todo cabelo descolorido vai ficar amarelo. Uns ficam mais, outros ficam menos, dependendo da quantidade de melanina que seu organismo produz. O meu sempre ficou péssimo, com aspecto de mal cuidado, esquecido e… amarelo. Então eu me cansava e tingia de castanho claro de novo (que é a cor da minha raiz).

Depois de conversar muito com a minha cabeleireira, chegamos à conclusão de que era preciso usar um tonalizante no meu cabelo, para que ele voltasse pelo menos à cor do ombré que fiz, já que seria preciso sempre descolorir, tonalizar, nutrir, hidratar e restaurar, e repetir o ciclo, pelo menos a cada 15 dias.

Passeando pelo supermercado com a minha irmã outro dia, já em mente que queria um tonalizante bom, encontrei em uma das prateleiras esse DIY Kit Desamarelador, da Garnier Nutrisse. Na embalagem, a promessa era que ia sair do amarelo quase água-de-salsicha para o loiro. É claro que sabemos que um tonalizante desses não abre o loiro, por conta do volume de água oxigenada que é usada – nesse caso, 10.

Incluso na caixinha:

  • Solução reveladora – Lembrando que a água oxigenada serve só para abrir o loiro que já estava.
  • Máscara colorante – Essa máscara que, juntamente à água oxigenada, irá colorir o cabelo.
  • Tratamento pós-coloração – Que você aplica ao cabelo em até duas lavagens.
  • Bula e luvas descartáveis.

Abaixo está o antes (de camiseta vermelha) e o depois (de camiseta branca).

E aí, o que achou?

22 jan, 2017

3 penteados para você arrasar nesse verão

Sei que esses dias está chovendo e fazendo um friozinho digno de outono aqui em São Paulo, mas o calor está à espreita só esperando para voltar com tudo, né?

Se você é como eu, que detesta ter o cabelo grudando no pescoço quando está quente, vem ver os penteados que separei para nós!


Coquinhos duplos

Reprodução/Instagram @jheysc

Eu adorei que um dos penteados que minha irmã fazia em mim quando eu era criança, simplesmente voltou, em adultos! Se você também gosta do estilo, esse vídeo aqui da Ray Nicácio mostra como fazer, principalmente se você tem cabelo enrolado/crespo. :)


Trança de boxeadora

Reprodução/Steal the Look Brasil

Eu sempre gostei de tranças embutidas, mesmo não tendo muita paciência para fazê-las. Ultimamente, essas tranças duplas e embutidas estão fazendo tanto sucesso entre as fashionistas, que morro de vontade de testar só de olhar. Esse vídeo da Adriana Urata ensina direitinho como fazer.


Coque Donut

Sarah Hyland no Emmy’s (Reprodução/Chic Uol)

Quando estive em Londres, fui à famosa loja de departamento, Primark, e comprei bendy rollers (que aprendi que aqui no Brasil se chamam bigudinhos e são da época de vovó) e donuts para fazer coque (que eu já tinha visto na época em que eu fazia balé clássico, mas nunca mais vi para comprar). Hoje, as donuts estão em alta aqui em terras brasileiras, então é fácil encontrar para comprar, MAS se você não encontrou, fica tranquila que no vídeo da Cris Laila ela ensina a fazer com aquela meia velhinha que você tem no guarda-roupa!


Curtiu os penteados? Conta aqui nos comentários o que você faz para passar menos calor no verão! ♥

02 set, 2016

Testei: Eu sei o que você fez na química passada

Há algumas semanas resolvi dar um jeito em meu cabelo – que estava, coitado, cheio de pontas duplas e quebradiço – e escolhi uma máscara que se tornou favoritinha!

Para xampu, desde que resolvi fazer escova progressiva, uso neutro. Já fiz a burrada de usar marcas com sal em sua composição – o que deixava meu cabelo limpo, porém parecendo palha –, mas minhas últimas duas compras foram de uma marca gringa, que minha mãe já usava há anos, porém não muito cara, e supre bem minhas necessidades.

O maior problema, no entanto, são as luzes que faço desde meus 19 anos. Há quem chame-as de californianas, há quem chame de ombré (da última vez que fiz, foi como o segundo nome).

Quem tem cabelo descolorido, colorido e quem usa (também) outros tipos de químicas no cabelo, sabe como os fios ficam ressecados e suscetíveis a queda, quebra e aparência de descuidados, então o procedimento recomendado é a RESTAURAÇÃO e para restauração utiliza-se muita PROTEÍNA.

A máscara escolhida foi a bomba de carga protéica da marca queridinha LOLA COSMETICS, chamada, veja só, “Eu sei o que você fez na química passada”. Bati o olho e já adorei por conta da embalagem e do nome maravilhosos. Não pensei duas vezes antes de levar.

Eu Sei o Que Você Fez na Química Passada – CPA Máscara

Carga Protéica de Aminoácidos

O que é: Cabelos detonados por químicas agressivas como coloração ou descoloração? Isso não te pertence mais. Nosso CPA Shampoo melhora a permeabilidade à umidade, a capacidade de retenção de água e possui propriedades antioxidantes. Formulado com aminoácidos sequenciados e Fitosterol que mimetizam os aminoácidos presentes no Complexo da Membrana Celular, promove hidratação, fortalecimento dos fios, proteção da cor e brilho. Resultados incríveis quando utilizado após os processos de descoloração ou coloração para recuperação imediata da superfície danificada dos cabelos. O que mais você precisa saber: De origem vegetal – o Fitosterol, presente na soja, ácido graxo do coco e cana-de-açúcar – garante restauração, aumento da massa protéica e recuperação dos fios.

CPA Shampoo, CPA e CPA Máscara.

Liberado para Low e No-poo! ♥

Divulgação

Divulgação

É recomendado o uso em toda lavagem, após o xampu e o condicionador habituais, para cabelos extremamente danificados. Fiz isso por uma semana, mas já na primeira sessão o cabelo ficou mais brilhoso e macio, como prometido.

Depois do cabelo bem tratado e restaurado, resolvi utilizar a máscara somente uma vez por semana, já que é importante ressaltar que muita hidratação na raiz, se o cabelo já está hidratado, pode causar oleosidade e caspa. Usando o produto para manutenção dos fios uma vez a cada sete dias, não deixa que o cabelo volte a ficar quebradiço e com pontas duplas.

Ah! A máscara tem cheirinho de baunilha e pode ser utilizada por quem é das filosofias low poo e no poo, numa boa.

Nota: 5/5

(cumpre e muito bem a promessa básica)

A Lola COSMETICS vem ganhando meu coração a cada dia mais por não testar seus produtos em animais (CRUELTY FREE) e serem, em sua maioria, veganos!

Você já conhecia a Lola? Conta pra gente!