Posts arquivados em Tag: livros

13 fev, 2016

Resuminho da semana #011

Besteirinhas, listas, curiosidades e novidades
TV, arte, música, cinema, textos e livros
Publicidade, comunicação e tecnologia

Espero que gostem! Digam aqui nos comentários o que acharam ou lá na página do Outtamind. ♥~

E não esqueçam de responder à pesquisa de público!

09 fev, 2016

Tercinha da resenha: “O Livro de Ouro do Carnaval Brasileiro”, por Felipe Ferreira

o-livro-de-ouro-do-carnaval-brasileiro

Titulo: O livro de ouro do Carnaval brasileiro
Autor: Felipe Ferreira
Editora: Ediouro-Singular
Número de páginas: 420
Compre na Saraiva: Físico

Foi bom te ver outra vez
Está fazendo um ano
Foi no carnaval que passou
Eu sou aquele Pierrô
Que te abraçou, que te beijou, meu amor
Na mesma máscara negra
Que esconde o teu rosto
Eu quero matar a saudade
Vou beijar-te agora
Não me leve a mal
Hoje é carnaval… ♫
(Máscara Negra, de Zé Keti e Hildebrando Matos, 1967)

Por hoje ser carnaval, e como brasileiros natos ou naturalizados que somos, nada melhor do que apreciarmos essa festa popular. Carnaval nos remete a algo superior, não importa sua etnia, sua raça, crença, sexo, o que vale é se jogar sem medo, e é isso que torna esse clima naturalmente saudável: Ser você mesmo.

O livro que escolhi compartilhar com vocês, foi lido por mim há certo tempo, como estamos nessa festividade, lembrei-me dele e as razões que me fizeram falar sobre o mesmo. O Livro de Ouro do Carnaval Brasileiro, escrito por Felipe Ferreira, é um produto de anos de pesquisa; A obra é uma visão inédita e contemporânea do Carnaval brasileiro, capaz de expressar muito do que fomos, somos e seremos.

Sinopse:

Quando confetes e serpentinas colorem ruas e salões e a bateria arrepia até quem não é muito de samba, está em cena a maior festa popular do mundo. Assim o Carnaval brasileiro é conhecido nos quatro cantos do planeta. Entretanto, paralelamente à alegria e à descontração dessa festança, existe uma bela história até então pouco abordada pelo mercado editorial brasileiro. Este livro aborda a história do carnaval desde seu surgimento, na Idade Média, até o advento da Internet, passando pela organização da festa nas principais cidades do país. Traça um amplo e surpreendente painel da cultura brasileira e contém informações inéditas e análises capazes de agradar tanto ao estudioso compenetrado quanto o folião mais animado.”

A história começou no ano de 604 quando o papa Gregório I deliberou que, num determinado período do ano, os fieis deveriam deixar de lado a vida cotidiana para, durante um certo número de dias, dedicarem-se exclusivamente às questões espirituais. Todo esse evento durava em torno de quarenta dias, lembrando os quarenta dias de jejum e provações passadas por Jesus no deserto antes de iniciar o seu ministério apostólico.

Por causa disso o período ficou conhecido com o nome de “quadragésima” ou “quaresma”. A usança foi-se espalhando, até que no ano de 1901, época do papa Urbano II, foi realizada uma reunião dos representantes dos representantes da Igreja – chamada de Sinodo de Benevento – na qual se decidiu, entre muitas outras coisas, que estava na hora de escolher a data oficial para o período da Quaresma.

O primeiro dessa sequência de dias passa a ser chamado de Quarta-feira de Cinzas, em vista do costume, que até hoje perdura, de se marcar a testa dos fiéis com uma cruz feita com as cinzas de uma fogueira, em sinal de penitência. A partir daí, estava legalmente decretado que durante os quarenta dias de privações os fiéis deveriam esquecer os prazeres da vida material e dedicar-se a elevar seu espírito a Deus e a meditar sobre Cristo e sua ressurreição, que seria festejada no fim da Quaresma, no domingo de Páscoa.

Bom, esse livro apesar de falar da história do carnaval é bem informal, agrada até quem não é chegado em história e sim ao carnaval propriamente dito. As mudanças que ocorreram no Brasil refletiu muito no carnaval, transformado-o no que é hoje! Um carnaval sem diferenças, com todos envolvidos em prol de um bem maior que é a celebração desta data festiva. Portanto, se estiverem com tempo, ou até mesmo sem, pausem um pouco o que estiverem fazendo e leiam este livro, garanto que não irão se arrepender!

Beijos, e até a próxima!

06 fev, 2016

Resuminho da semana #010

Olá, amiguinhos e amiguinhas! Sábado é dia de resuminho da semana!

Besteirinhas, listas, curiosidades e novidades
TV, arte, música, cinema, textos e livros
Publicidade, comunicação e tecnologia

Espero que gostem! Digam aqui nos comentários o que acharam ou lá na página do Outtamind. ♥~

E não esqueçam de responder à pesquisa de público!

02 fev, 2016

Tercinha da resenha: “True”, por Erin McCarthy

Olá! Sou a Vanessa e, a convite da fofíssima Fran, farei resenhas de livros que tenho lido ultimamente ou aqueles que guardo com carinho em minha memória, afinal de contas um livro pode abrir um mundo de descobertas.

O livro que escolhi hoje não é muito o meu gênero de leitura, mas por indicação resolvi me aventurar.
True é um livro do gênero New Adult, ele já está há um tempo no mercado. Aproveitei minhas férias para ler. Confesso que fiquei com um pé atrás. Ler algo desse gênero. Mas…

True, Erin McCarthy

True, Erin McCarthy

Título: True (True #1)
Autora:
 Erin McCarthy
Editora:
 Verus | Grupo Editorial Record
Ano de publicação: 2015
Número de páginas: 258
Compre na Saraiva: Físico | Digital
Adicione no Skoob: Original | Nacional

Sinopse:

“Quando as colegas de quarto de Rory descobrem que a tímida e estudiosa garota nunca passou uma noite com um homem, decidem que vão ajudá-la a perder a virgindade contratando o confiante e tatuado Tyler para fazer o serviço, porém sem o conhecimento dela. Tyler sabe que não é bom o bastante para Rory. Ela é brilhante, enquanto ele está lutando para se formar na faculdade e conseguir um emprego, para, então, poder tirar seus irmãos mais novos da mãe drogada. Mas ele acaba aceitando a proposta, pelo menos como uma oportunidade de conhecer Rory melhor. Há algo nela que o intriga e o faz querer ficar por perto — mesmo sabendo que não deveria. Divididos entre o bom senso e o desejo, os dois se veem envolvidos em uma relação apaixonada. Mas, quando a família desajustada de Tyler ameaça destruir seu futuro — assim como o dela —, Rory precisa decidir se vai cortar os laços com o perigoso mundo do namorado ou se vai seguir seu coração, não importa o preço a pagar.”

Queimei a língua. True é simplesmente apaixonante. Fiquei em uma linha de fogo com a protagonista Rory, um verdadeiro caso de amor e ódio. Nunca gostei de uma principal dependente, ainda mais romanticamente falando, ainda mais drama assíduo entre os protagonistas.

Rory, ao descobrir o que suas amigas fizeram, ao invés de ficar chateada e jogar tudo no ventilador, contraria todas as expectativas e guarda para si mesma. Ao mesmo tempo em que deixa transparecer sua fragilidade, ela sempre está ali para aqueles que precisam dela, independente da circunstância. Tyler é outra surpresa, se você pensa que ele é o típico cara que se acha melhor que qualquer um você está redondamente errado. Principalmente no que se refere a relação entre Tyler e seus irmãos. Ele vive numa verdadeira balança de emoções. Sua mãe dependente química e frustrada, desconta tudo nos irmãos de Tyler, mas ele, em momento algum, desiste dos seus irmãos.

Um dos motivos da história ter me encantado foi justamente essa relação de amor entre os irmãos. Sabemos que é muito difícil enfrentar tudo, ainda mais tendo um dependente químico para tentar um meio de recuperá-lo, agora imagine isso acontecendo no convívio de crianças, e você não pode tirar seus irmãos de lá, porque corre o risco de ir para um abrigo e nunca mais vê-los. Isso que Tyler enfrenta todos os dias: o medo de perder seus irmãos o torna lutador, dia após dia enfrentando seus demônios. Porém, ele encontra a ajuda de Rory e juntos eles descobrem o verdadeiro significado da palavra “True”.

Apesar dos altos e baixos, acredito que True serve como uma lição, passa por cima do “New Adult”, simplesmente por mostrar aquilo que podemos acompanhar de perto, mostrar que a vida tem um valor imensurável, e que todos nós possuímos demônios ao longo de nossa jornada, mas que com ajuda e motivação certa, conseguimos enfrentá-los.

True foi traduzido pela Editora Verus e está disponível aqui no Brasil.

Até a próxima resenha!

30 jan, 2016

Resuminho da semana #009

Olá, amiguinhos e amiguinhas! Sábado é dia de resuminho da semana!

Besteirinhas, listas, curiosidades e novidades
TV, arte, música, cinema, textos e livros
Publicidade, comunicação e tecnologia

Espero que gostem! Digam aqui nos comentários o que acharam ou lá na página do Outtamind. ♥~

E não esqueçam de responder à pesquisa de público!