Posts arquivados em Tag: playlist da vez

21 fev, 2016

Playlist da vez: Sound & Color

Alabama Shakes é uma banda de blues-rock formada em 2009, em Athens, no estado de Alabama, nos Estados Unidos, composta por Brittany Howard, Ben Tanner, Heath Fogg, Zac Cockrell e Steve Johnson.

alabama-shakes

A playlist da vez é o segundo e incrível álbum da banda, Sound & Color, indicado a seis Grammys, e pai dos singles Don’t Wanna Fight, Future People, Gimme All Your Love e, o homônimo, Sound & Color.

A banda delicinha estará no Lollapalooza 2016, aqui em São Paulo, no domingo, dia 16 de março.

14 fev, 2016

Playlist da vez: Eye to the Telescope

KT-Tunstall

KT Tunstall é uma cantora, compositora e multi-instrumentista (diva, maravilhosa etc e tal) escocesa. No auge da minha pré-adolescência, conheci a divindade por conta de uma música, que vocês devem estar cansados de ouvir em filmes, séries, campanhas de moda varejo e afins: “Suddenly I See”.

O single conta com outro videoclipe também. Suddenly I See bateu records e recebeu prêmios e certificados de vendas.

Masss esta categoria não se trata de um single e sim de um álbum! A playlist da vez é um dos meus favoritos, que venho escutando muito mais desde o último domingo: Eye to the Telescope.

Eye to the Telescope foi lançado originalmente em 2004, pela Virgin Records e, aqui no Brasil, a EMI Music tomou conta do recado. Ele é pai dos singles Another Place to Fall, Other Side of the World, Suddenly I See, Black Horse and the Cherry Tree e, minha favorita, Under the Weather ♥ (apesar do ritmo da versão do clipe, e radio edit, ser acelerado).

review-KT-Tunstall

Um bônus para vocês: eu cortei meu cabelo e fiz luzes iguais às dela quando comecei a alisar o cabelo e resolvi ser rad. Minha mãe não me deixou raspar a lateral do cabelo, aliás, mas isso a gente supera e acha uma péssima ideia depois que a vontade passa — não acho bonito em mim, porém, nazamiga eu babo.

Outro bônus: como a conheci quando era adolescente, KT Tunstall foi uma das minhas principais influências à respeito de Reino Unido e correlatos. Sempre tive o sonho de visitar os países, principalmente a Escócia e a Inglaterra, ao som de KT no meu iPod. Na minha última viagem internacional, como vocês sabem, fui à Londres e visitei algumas cidades vizinhas. Na minha visita à Oxford, escutei, sim, no meu iPod, quase dormindo dentro do ônibus. ♥ E, no meu primeiro night out, que foi num pub próximo ao hotel, assim que botei o pé lá dentro, pude escutar Feel it All, que faz parte do último álbum da deeva, Invisible Empire // Crescent Moon… mas deixa isso para lá. É assunto para outro post!

Infelizmente, quando se é adolescente, você faz algumas escolhas muito, mas muito erradas, que reverberam durante sua vida adulta, quiçá forever. Em 2008, a rainha do folk pop escocês, nos fez uma visitinha aqui em São Paulo, no Via Funchal e eu, no auge dos meus 16 anos, fui comprar ingresso para assistir…

McFly

Ah, se arrependimento criasse banha…

McFly voltou ao Brasil mais três vezes e a diva…? Nada. Até hoje, nada. Ainda sonho (e muito!) com um show dela. Snif.

07 fev, 2016

Playlist da vez: How Big, How Blue, How Beautiful

Florence + the Machine é uma banda da inglesa de indie rock, comandada pela diva do carão, Florence Welch.

flore

A playlist da vez é o mais recente álbum, “How Big, How Blue, How Beautiful”, lançado em 2015 pela Island/Universal Music e que detém minha música favorita, What Kind of Man.

Os videoclipes do álbum são compostos de capítulos que completam uma odisseia. Vale assistir:

Capítulo 1: What Kind of Man
Capítulo 2: St. Jude
Capítulo 3: Ship to Wreck
Capítulos 4 e 5: Queen of Peace & Long and Lost

Coincidentemente, ou não, Florence e sua máquina estarão no Lollapalooza 2016, aqui em São Paulo. Bora?

31 jan, 2016

Playlist da vez: My head is an animal

Of Monsters and Men é a banda indie-folk da Islândia mais gostosinha de se escutar e eu — meio que — me viciei nessa semana… Ela é composta pelos islandeses Nanna Bryndís Hilmarsdóttir, Ragnar “Raggi” Þórhallsson, Brynjar Leifsson, Arnar Rósenkranz Hilmarsson e Kristján Páll Kristjánsson, e foi formada após um projeto solo da vocalista, chamado Songbird.

of-monsters-and-men

Divulgação: LollaBR

Os fofinhos postam fotos no Instagram bem no estilo que eu gosto (acho que é coisa desse povo da neve) e estão com um som novinho, novinho, do último álbum: Wolves without Teeth.

☁️☁️☁️

Uma foto publicada por Of Monsters and Men (@ofmonstersandmen) em

Massssss como tenho tendências a gostar de coisas velhas, a playlist da vez é o primeiro álbum, “My head is an animal”, lançado internacionalmente em 2012, pela Universal.

my-head-is-an-animal_of-monsters-and-men

O álbum conta com lyric videos incríveis para todas as músicas: Dirty Paws, King and Lionheart, Mountain Sound, Slow and Steady, From Finner, Little Talks, Six Weeks, Love Love Love, Your Bones, Sloom, LakehouseYellow Light e Numb Bears. O estilo predominante nos vídeos traduz muito o que o indie quer passar — e nos dá uma super-inspiração na criação de capas de livros de fantasia e até mesmo na produção de contos.

Por sorte banda se apresenta no Lollapalooza Brasil 2016 — após terem vindo no Lolla de 2013 –, sábado, dia 12 de março, mesma data de Eminem, Die Antwood e Mumford & Sons. Eles também estarão no Rio de Janeiro, no Circo Voador, no dia seguinte.

I don’t like walking around this old and empty house… So hold my hand, I’ll walk with you, my dear.

29 nov, 2015

Playlist da vez: Wicked

Disclaimer: Não estive bem nos últimos tempos – por isso a falta de posts, de criatividade e de ânimo. Ocupei minha mente com coisas ruins para mim, mas nada como um colinho de quem nos faz bem para curar toda essa ressaca psicológica. Estou de volta! E espero que seja por muito tempo.

No one mourns the Wicked!

Gente, faz, pelo menos, dois meses que estou enrolando, enrolando (por uma boa causa, é claro) para escrever este post, MAS citando outro musical que tem meu amor (e muito), no day but today! (Rent)

Depois de dois teasers da Times for Fun, foi finalmente feito o anúncio oficial do musical, aqui em São Paulo, no Teatro Renault, mesmo local que tivemos O Rei Leão e Mudança de Hábito.

 

Esqueça tudo que você sabe sobre Oz e prepare-se para descobrir WICKED!! O musical que já conquistou 48 milhões de…

Posted by T4F Musicais on Friday, 13 November 2015

 

 


Wicked: the untold story of the witches of Oz é um musical de 2003 baseado no romance de Gregory Maguire “Wicked: The Life and Times of the Wicked Witch of the West” (1995), que, por sua vez, é uma releitura do que teria acontecido antes de Dorothy chegar à Oz, em O Mágico de Oz (filme de 1939). As personagens centrais são a Bruxa Má do Oeste – aqui sendo a nossa querida Elphaba – e a Bruxa Boa do Sul – Galinda, com Ah!

A composição de Stephen Schwartz já esteve em dez países diferentes e a partir do dia 4 de março teremos o imenso prazer de tê-lo oficialmente no Brasil!

wicked_uk_ireland_tour_photo_by_matt_crockett_5225_web_01

Quando estive em Londres, tive o prazer de assistir ao espetáculo no Apollo Victoria Theatre, mas, ah!, isso é assunto para outro post. Quero contar detalhes!

wicked-br

A pré-venda para clientes Bradesco começam terça-feira (01/12) e vão até o dia 20. Para já clientes da Tickets for Fun começam no dia 21/12 (segunda-feira) e vão até dia 10/01/16. Já para o público geral, as vendas iniciam dia 11/01.

Come with me, think of what we could do… together!