Posts marcados na categoria Playlist da vez

12 jun, 2016

Playlist da vez: Dia dos Namorados 2016

shutterstock_220655536

Depois de muito pensar em qual playlist apresentar a vocês, cheguei à conclusão de que deveria fazer uma com músicas gostosas de escutar com aquele amor, em momentos calmos e também eufóricos.

namorados_201606

Então neste friozinho trago a vocês uma playlist feita especialmente para o Dia dos Namorados de 2016, com minha seleção pessoal no Spotify. Espero que gostem!

If this is love, then love completes me, because it feels like I’ve been missing you…

16 maio, 2016

Playlist da vez: Battle Born

Há algum tempo estou para compartilhar esta playlist com vocês e nunca dá certo. Por fim, eis aqui. The Killers com a playlist da vez Battle Born.

The-Killers

The Killers é uma banda americana de rock, fundada em 2002, em Las Vegas, por Brandon Flowers, Dave Keuning, Ronnie Vannucci e Mark Stoermer. Tornou-se famosa pelos singles “Somebody Told me” e “Mr. Brightside”.

Battle Born foi lançado em setembro de 2012 e contém os singles “Miss Atomic Bomb“, “Here with Me” e, meu favorito, “Runaways”.

Battle Born no geral me dá uma felicidade imensa de escutar, desde seu lançamento, mas principalmente “Runaways”, que me lembra coisas muito boas… <3~

the-killers-battle-born

24 abr, 2016

Playlist da vez: Invisible Empire // Crescent Moon

Já cheguei a falar um pouco sobre a KT Tunstall aqui no blog, algumas playlist atrás, e prometi trazer este álbum para vocês conhecerem.

(Divulgação.)

(Divulgação.)

Invisible Empire // Crescent Moon é o álbum mais recente da KT, lançado em 2013 e repleto de influências de seu primeiro álbum, com uma pegada mais country folk, diferentemente de seu antecessor, Tiger Suit. A aceitação da crítica internacional não poderia ter sido melhor; recebeu 4/5 estrelas, na média. O álbum foi totalmente escrito e produzido por KT Tunstall. Como fã, pude sentir que está mais pessoal que nunca.

O primeiro single a ser trabalhado foi “Feel it All”, em sua primeira versão, com o jam de sua banda de apoio. Após algum tempo, para promover o álbum novamente, foi lançada uma segunda versão da faixa, desta vez com um videoclipe e um arranjo mais simples, intitulada “versão do álbum”.

Citando a mim mesma no outro post:

Outro bônus: como a conheci quando era adolescente, KT Tunstall foi uma das minhas principais influências à respeito de Reino Unido e correlatos. Sempre tive o sonho de visitar os países, principalmente a Escócia e a Inglaterra, ao som de KT no meu iPod. Na minha última viagem internacional, como vocês sabem, fui à Londres e visitei algumas cidades vizinhas. Na minha visita à Oxford, escutei, sim, no meu iPod, quase dormindo dentro do ônibus. ♥ E, no meu primeiro night out, que foi num pub próximo ao hotel, assim que botei o pé lá dentro, pude escutar Feel it All, que faz parte do último álbum da deeva, Invisible Empire // Crescent Moon

Os outros dois singles trabalhados, em ordem cronológica, foram “Invisible Empire” e “Made of Glass”.

Made of Glass é uma de minhas músicas favoritas por toda sua melancolia e intensidade.

Graças a Deus, KT Tunstall anunciou há alguns meses que seu novo álbum de trabalho está em produção e que, muito em breve, poderemos desfrutar dele. Não vejo a hora!

(Divulgação.)

(Divulgação.)

Bônus: para cada álbum, KT lança um novo website. É ou não é uma fofa?

I’m looking to the sky and I’ll be listening to the stars. And maybe thinking of you, wondering where you are… Do you know what you’ve done for me?

17 abr, 2016

Playlist da vez: Demon Days

Gorillaz é uma banda de trip rock um pouco diferente… seus integrantes (2D, Noodle, Murdoc Niccals e Russel Hobbs) são personagens animados virtualmente, inclusive em videoclipes e performances ao vivo (apesar de, nos últimos tempos antes do hiato, a banda ter se apresentado, revelando as faces por trás dos desenhos. O líder do Blur, Damon Albarn, todo mundo já conhecia). Ela é natural de Londres, Inglaterra, criada em 1998 e que sobreviveu a um hiato de 2012 a 2015.

g2

Provavelmente vocês já devem ter escutado algum hit deles, importantíssimos para a evolução da cena musical do fim dos anos 1990 e início dos anos 2000. Clint Eastwood é um deles.

A vida de produção Gorillaz foi dividida em fases: Celebrity Takedown (1998 – 2003), Slowboat to Hades (2004 – 2006), Escape to the Plastic Beach (2009 – 2010) e Do Ya Thing (2012) e a nossa playlist da vez entra na fase 2: Demon Days (2005).

Na época do lançamento, minha irmã e eu éramos viciadas em Feel Good Inc., que passava o tempo inteiro nos programas de videoclipes da tevê e também nas rádios em que sintonizávamos. Naquele ano, dei o CD de presente para ela de aniversário. Depois que casou, deixou algumas de suas coisas para mim e este CD foi uma delas.

Demon Days contém os singles Feel Good Inc., Kids with Guns/El Mañana, Dirty Harry e, meu favorito, DARE.

Em 2015, dez anos após o lançamento de Demon Days, a banda anunciou o retorno para 2016 e eu mal posso esperar.

10 abr, 2016

Playlist da vez: Drones

Muse é uma banda inglesa, formada por Matt Bellamy, Chris Wolsenholme e Dom Howard. Semana passada eles fizeram um show no O2, em Londres e, como há alguns perfis de moradores de Londres que acompanho, assisti à performance quase inteira pelo Snapchat, em tempo real, da Drones World Tour – que esteve no Brasil ano passado, porém tive o desprazer de não ir. Snif.

Drones 360 Tour (Divulgação/Twitter)

Drones 360 Tour (Divulgação/Twitter)

A playlist da vez é o vencedor do Grammy de Melhor Álbum de Rock de 2016 e homônimo à turnê, Drones (2015).

A capa é de arte conceitual, assim como todas as capas do Muse, mostrando pessoas sendo controladas por pessoas que é controlada por pessoas. Talvez sendo uma crítica direta ao povo, que é controlado por alguém que é controlado pelo governo. Ou illuminatti. :O

muse_drones

O álbum ainda teve três singles trabalhados até agora: “Psycho”, “Dead Inside” e “Mercy”, também de 2015.